Pular para o conteúdo principal

SAIBA COMO TRANSPORTAR SEU FILHO EM SEU CARRO

As regras De acordo com o Código de Trânsito e o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), crianças com idade inferior a 10 anos devem ser sempre transportadas no banco traseiro. São definidos, ainda, diferentes tipos de assento e dispositivos de retenção de uso obrigatório que variam com a idade da criança. O desrespeito a essas normas é considerado infração gravíssima.


Confira como você deve adaptar o seu carro para transportar crianças de diferentes idades: 

Bebê conforto O que é: 

é um assento em formato de concha, com base removível e que fica encaixado no veículo, o que facilita na hora de tirar e colocar no banco; 

Posição: deve Posição: o assento deve ser colocado virado em direção contrária ao motorista, até que a cabeça da criança ultrapasse a altura do assento; 

Peso e idade da criança: deve ser usado para bebês com mais de 9 kg, mas que ainda não tenham atingido 1 ano. 

 Assento conversível O que é: 

é parecido com o bebê conforto, mas, geralmente, não tem alças de transporte ou base de fixação no banco do carro. 

Posição: o assento deve ser colocado virado em direção contrária ao motorista, até que a cabeça da criança ultrapasse a altura do assento; 

Peso e idade da criança: deve ser usado para bebês com mais de 9 kg, mas que ainda não tenham atingido 1 ano. 

Cadeirinha de segurança O que é: 

é um assento muito semelhante ao assento conversível; 

Posição: deve ser colocada no banco de trás, na posição central e no sentido do motorista; 

Peso e idade da criança: é indicada para crianças de até 18 kg que tenham entre 1 e 4 anos. 

Assento de elevação O que é: 


é um apoio colocado no banco para que a criança atinja a altura do cinto de segurança e possa encaixá-lo de forma adequada; 

Posição: deve ser colocado no banco traseiro e virado de frente para o motorista; 

Peso e idade da criança: crianças com mais de 18 kg e menos de 36 kg, com idade entre 4 e 7 anos e meio; 

Cinto de segurança:

Crianças com mais de 7 anos e meio e menos 10 anos devem ser transportadas no banco de trás e com o cinto de segurança de três pontos avelado passando pelo ombro, peito e quadris. Caso a criança ainda não tenha altura para o ajuste perfeito do cinto, o uso do assento de elevação deve ser mantido. 

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, a regra geral é que crianças com idade inferior a 10 anos sejam transportadas no banco traseiro. Entretanto, a legislação abre duas exceções para o seu transporte no banco dianteiro: 

Quando a lotação de crianças com menos de 10 anos for superior às vagas do banco traseiro. Neste caso, a criança de maior estatura poderá ocupar o assento dianteiro; Quando o veículo não tiver banco traseiro. 

Nos dois casos, o uso de dispositivos de retenção é obrigatório para proteger a criança de choques e paradas bruscas



fonte:http://www.jornalnh.com.br/_conteudo/2017/01/noticias/regiao/2054193-saiba-como-transportar-criancas-com-seguranca-no-carro.html
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ROTATÓRIAS NO EXAME DE PRIMEIRA HABILITAÇÃO

Como fazer? Devo usar a seta pra direita ou esquerda quando entrar na rotatória? E quando circular por ela, aciono a seta pra esquerda ou não precisa? E quando sair da rotatória, aciono a seta pra que lado?
Essas são algumas de muitas dúvidas que  candidatos à Primeira Habilitação e pra vergonha nossa, digo que até  muitos instrutores e claro, que não ficam de fora, muitos examinadores de trânsito que desconhecem as regras de circulação em rotatórias na hora de avaliação e treinamento.
Procurado por alguns candidatos a examinadores, que foram reprovados nas rotatórias, decidi  postar aqui o assunto - rotatória.
Antes de falar especificamente de rotatórias e como realizar bem o movimento nelas, sem violar as regras, vamos falar das Normas de Circulação no que se referem à mudança lateral de direção do veículo. 
          Art. 35. Antes de iniciar qualquer manobra que implique um deslocamento lateral, o condutor deverá indicar seu propósito de forma clara e com a devida antecedência, por me…

QUESTÕES DA PROVA PARA EXAMINADOR DETRAN/ES

FALAREMOS SOBRE ALGUMAS QUESTÕES DO EXAME DO PROCESSO SELETIVO PARA EXAMINADOR DE TRÂNSITO - DETRAN/ES 2014
(Post sugerido por Candidatos a Examinador de Trânsito - Interno e Externo do Detran/ES)
1 – A suspensão do direito de dirigir ocorrerá quando o condutor atingir: A – vinte pontos no prazo de doze meses. B – vinte pontos sem limite de prazo. C – vinte e um pontos sem limites de prazo. D – vinte e um pontos no prazo de doze meses.
Resposta correta é a “A”.
Análise da resposta: Segundo o Código de Trânsito Brasileiro – CTB  no artigo 261 e parágrafo primeiro diz que “Além dos casos previstos em outros artigos deste Código e excetuados aqueles especificados no art. 263, a suspensão do direito de dirigir será aplicada quando o infrator atingir, no período de 12 (doze) meses, a contagem de 20 (vinte) pontos.” E na resolução 182/05 no artigo terceiro e inciso I diz que: “A penalidade de suspensão do direito de dirigir será imposta nos seguintes casos:  “ sempre que o infrator atingir a contage…

UTILIZAR, MANUSEAR OU SEGURAR O CELULAR? QUAL A DIFERENÇA?

QUAIS AS CONSEQUENCIAIS LEGAIS DIANTE DO CÓDIGO DE TRÂNSITO?
Para inicio de conversa, dirigir conversando pelo celular é infração de trânsito. Agora, se você pratica algumas dessas ações abaixo, corre um grande risco de ser autuado. Vejamos:
MANUSEAR  O CELULAR
SEGURAR O CELULAR
UTILIZAR (FALAR) AO CELULAR

Diante da Lei 13.281/06, que foi publicada no dia 05/05/2016 do Diário oficial da União  e que entrou em vigor dentro de 180 dias a partir da data de sua publicação, isto é, desde de 01/11/2016, tem causado conflito até mesmo na hora da autuação. Pois, a lei, incluiu o parágrafo único no artigo 252 do CTB.
A questão que se levanta é: Será infração gravíssima falar ao celular ao conduzir veículo automotor?
Vejamos os termos da referida lei.
O artigo 252 tem como redação em caput o seguinte:
Art. 252. Dirigir o veículo: 
em seguidas há alguns incisos 
I - ...;    II - ...;    III - ...;    IV - ...; 
  V - com apenas uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais regulamentares de braço, mudar a ma…