domingo, 21 de agosto de 2011

SEJA LIVRE PARA DIRIGIR. SEJA LIVRE DO ÁLCOOL



To be or not to be. That's the question. 
Uma das frases mais citadas de Willian Shakespeare (26/04/1564 - 23/04/1616) precisa ser resgatada para uma realidade nada filosófica.
Beber ou não beber, é a questão 
ou 
dirigir ou não dirigir, é a questão 
ou ainda
Beber e dirigir, é a questão 

"Uma questão filosófica para um índice nada irreal."

O trânsito, que é prático e dinâmico não permite erros. 
Acidentes acontecem e quanto a isso não há dúvida, a problemática é  frequência em que eles acontecem.
Ficou tão banal que não poderíamos classifica-lo como acidentes. 

A estimativa  do Ministério da Saúde indica que diariamente 290 mil pessoas dirigem alcoolizadas no país. 
Mais de 50% das colisões e atropelamentos ("acidentes") estão relacionados a ingestão de bebida alcoólica e direção.

Voltando ao nosso tema:
Se eu beber vou dirigir?
se eu dirigir irei beber?
Beber ou não beber?
Dirigir ou não dirigir?
És a questão.

A questão é que as pessoas imaginam que se elas forem a uma festa dirigindo, não poderão se divertir pelo fato de não beber. Isso não é verdade!
Podem se divertir sem beber e podem beber sem dirigir e se divertir.

O termo beber é complicado em nossa sociedade.
As pessoas não estão bebendo estão  embriagando-se, ( o que é totalmente diferente de degustar, saborear ou brindar) tornando-se dependentes do álcool.

O ato de dirigir exige do condutor total atenção e disciplina. Uma máquina está em suas mãos.
Imaginem um cirurgião numa operação, a vida do paciente está em suas mãos.
Imaginem o controlador de voo, a vida de várias aeronaves, transportando varias pessoas estão em suas mãos.
Sempre há alguém que dependem do que fazemos.

No trânsito não é diferente! 
Os pedestre e os ciclistas dependem da boa conduta dos condutores de veículo de duas ou mais rodas.
Os motociclistas dependem da conduta dos motoristas.
Os motoristas de carros de pequeno porte conta com a colaboração e conduta dos de grande porte.
E assim um depende do outro. E todos pela segurança de todos.
Até mesmo os passageiros são de minha responsabilidade quando estou na direção de um veículo.

Esta e a questão, O trânsito  não permite erros. Mas, podemos reduzi-los consideravelmente com uma conduta mais  humana.

Seja livre para dirigir. Seja livre do álcool
  
Dirigir sob influencia de álcool (sem a liberdade de decidir) gera infração.


Tome um decisão e decida por ser livre