domingo, 26 de setembro de 2010

A NOSSA VIDA EM TRÂNSITO

Terminou ontem dia 25-09-2010 a "Semana Nacional de Trânsito" e o que parece ser é que nada se faz, pouco se pune e que é rotina o descaso.
Porém, não é bem assim. Pois, há fiscalização, há punições e não há descaso público e nem privado com relação ao trânsito. O que acontece é que ainda muitos não entenderam a valorização da vida, o respeito e a educação.

CAPÍTULO VI
DA EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO

Art. 74. A educação para o trânsito é direito de todos e constitui dever prioritário para os componentes do Sistema Nacional de Trânsito.

Desde, o dia 18 de setembro que o Detran-ES, o Batalhão de Trânsito e Diretores e proprietários de CFC - Centro de Formação de Condutores ( autoescolas) tem se empenhado a informar por vários meios de comunicação, planfetagem, blits entre outros dispositivos a alertar os condutores sobre as regras de Circulação e Conduta, sobre os crimes de trânsito, a respeito dos acessórios obrigatórios e em especial pelos motociclistas.
Durante esta Semana Nacional de Trânsito, todos os dias teve uma reportagem sobre acidentes de trânsito gravíssimos nas rodovias capixabas e em centros urbanos.
Então, o que está faltando para que motorista mudem o comportamento e sejam condutores?
O que fazer para que sejam defensivos seus atos e que valorizem a vida e dê prioridade a boa ação no trânsito?

Para que se consiga tal comportamento dos que já estão na direção de um veículo com vícios e maus costumes é somente ação educativas em sala de aula.
Por que esperar o motorista infringir a lei, pagar a multa, ter a CNH suspensa e depois manda-lo para uma sala de reciclagem? Por que não fazer isso antes dele cometer a infração? instruí-lo antes?

Hoje, há nas autoescolas, uma maior valorização, e especialização e cuidado pela formação destes futuros condutores, sabendo que é ele que poderão ser esse exemplo de condutor esperado.

Outro meio de mudança de comportamento que se possa investir e o investimento será com certeza bem aplicado são nos jovens de educação básica.

Durante esta Semana Nacional de Trânsito, trabalhei com crianças do Ensino fundamental e o resultado surpreendeu-me pelo que as crianças sabem de trânsito e o melhor é que, sem conhecerem uma vírgula do Código de Trânsito Brasileiro- CTB sabem o que é infração e que a vida tem que ser valorizada. Alguns citaram perda de amigos e parentes em acidentes de trânsito.
Enfim, os caminhos para se chegar ao que se pretende existem.

O INSTRUTOR DE TRÂNSITO E O CREDENCIAMENTO JUNTO AO ÓRGÃO

O CREDENCIAMENTO DO INSTRUTOR DE TRÂNSITO E A RENOVAÇÃO. Em alguns órgãos executivo estadual de trânsito, tem a praxe de todo ano, ...