Pular para o conteúdo principal

ENGENHARIA DE TRÁFEGO OU TRÂNSITO?

Primeiro, seguimos o conceito da matéria. 

O que é engenharia?



Engenharia é a aplicação do conhecimento cientifico com o intuito de inventar, desenhar, construir, manter e melhorar estruturas, máquinas, aparelhos ou sistemas.

Segundo, qual o conceito de trânsito e tráfego?

TRÂNSITO:

Segundo o Novo Dicionário da Língua Portuguesa, do Aurélio, trânsito é: “Ato ou efeito de caminhar; marcha. Ato ou efeito de passar; passagem:

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, trânsito é: “a ação de passagem de pedestres, animais, e veículos de qualquer natureza por vias terrestres, aquáticas e aéreas, abertas à circulação pública.

Segundo o Código de Trânsito, "Considera-se trânsito a utilização das vias por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, para fins de circulação, parada, estacionamento e operação de carga ou descarga."

Vejamos algumas notas do CTB sobre trânsito:

Compete ao DENATRAN:

I - cumprir e fazer cumprir a legislação de trânsito e a execução das normas e diretrizes estabelecidas pelo CONTRAN, no âmbito de suas atribuições;

Compete ao DPRF:

 I - cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de trânsito, no âmbito de suas atribuições;

Compete ao (DER; DNIT ou órgão ou entidade Municipal rodoviário)

 I - cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de trânsito, no âmbito de suas atribuições;

Compete ao Detran:

I - cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de trânsito, no âmbito das respectivas atribuições;

V - executar a fiscalização de trânsito, autuar e aplicar as medidas administrativas cabíveis pelas infrações previstas neste Código, excetuadas aquelas relacionadas nos incisos VI e VIII do art. 24, no exercício regular do Poder de Polícia de Trânsito;

Compete a Polícia Militar

III - executar a fiscalização de trânsito...,

Compete ao Municipio:

I - cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de trânsito, no âmbito de suas atribuições;

 TRÁFEGO:

Segundo o Novo Dicionário da Língua Portuguesa, do Aurélio, tráfego é: “transporte de mercadorias em linhas férreas ou em rodovias”. O Cambridge International Dictionary of English define tráfego (“traffic”) como: “o conjunto de veículos movendo-se por vias ou o conjunto de aeronaves, trens ou navios movendo-se através de rotas. Pessoas ou bens transportados por estradas, ar, trem ou navio com fins comerciais”.

Segundo a ABNT, tráfego é: “o estudo da passagem de pedestres, animais e veículos, de qualquer natureza, por vias terrestres, aquáticas e aéreas, abertas ao trânsito público”.

O Código de Trânsito Brasileiro menciona a expressão tráfego nas seguintes situações:

No artigo 24 faz a primeira menção a respeito da expressão tráfego, no inciso  XVI

Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios:  

XVI -Planejar e implantar medidas para redução da circulação de veículos e reorientação do TRÁFEGO, com o objetivo de diminuir a emissão global de poluentes;

No artigo 91, onde menciona literalmente a Engenharia de Tráfego:

Art. 91. O CONTRAN estabelecerá as normas e regulamentos a serem adotados em todo o território nacional quando da implementação das soluções adotadas pela ENGENHARIA DE TRÁFEGO, assim como padrões a serem praticados por todos os órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito.

No artigo 219 menciona sobre a infração de trânsito por não respeitar a velocidade mínima permitida, a não ser que as condições de tráfego não permitam:

Transitar com o veículo em velocidade inferior à metade da velocidade máxima estabelecida para a via, retardando ou obstruindo o trânsito, a menos que as CONDIÇÕES DE TRÁFEGO e meteorológicas não o permitam, salvo se estiver na faixa da direita.

No artigo 320 menciona que a arrecadação sobre multa de trânsito será aplicada exclusivamente em sinalização, ENGENHARIA DE TRÁFEGO...:

 A receita arrecadada com a cobrança das multas de trânsito será aplicada, exclusivamente, em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito.

E ainda, nos conceitos e definições trata da expressão da seguinte maneira:

CICLOVIA - pista própria destinada à circulação de ciclos, separada fisicamente do TRÁFEGO comum.

OPERAÇÃO DE TRÂNSITO - monitoramento técnico baseado nos conceitos de ENGENHARIA DE TRÁFEGO, das condições de fluidez, de estacionamento e parada na via, de forma a reduzir as interferências tais como veículos quebrados, acidentados, estacionados irregularmente atrapalhando o trânsito, prestando socorros imediatos e informações aos pedestres e condutores.

ULTRAPASSAGEM - movimento de passar à frente de outro veículo que se desloca no mesmo sentido, em menor velocidade e na mesma faixa de TRÁFEGO, necessitando sair e retornar à faixa de origem.

indiretamente, o Código trata da Engenharia de Tráfego nos seguintes textos sobre competência dos referidos órgãos ou entidades - DER - DNIT ou Municipal

II - planejar, projetar, regulamentar e operar o trânsito de veículos, de pedestres e de animais, e promover o desenvolvimento da circulação e da segurança de ciclistas;

E diretamente ao órgão Municipal:

 III - implantar, manter e operar o sistema de sinalização, os dispositivos e os equipamentos de controle viário;

Assim, a priori, comparando-se as várias definições aqui transcritas sobre trânsito e tráfego, fica claro que TRÁFEGO tem relação com o fluxo sistêmico de um sistema organizado baseado na operação técnica e dinâmica de transporte, onde se faz uso da malha viária para o deslocamento de pessoas ou cargas.

Quando o termo utilizado é TRÂNSITO, a relação é de compartilhamento do espaço público de forma organizada para transitar ou caminhar ou imobilizado.

Assim, DIRIGIR um veículo está relacionado ao TRÂNSITO e CONDUZIR um veículo está relacionado ao TRÁFEGO. (Sobre estes dois termos falaremos em outro momento)

Exemplos para corroborar: 

a) quando um motorista está  conduzindo um veículo de transporte coletivo, ele está transportando pessoas nas condições que o tráfego lhe permite, no trânsito.

Outro exemplo: Quando você está dirigindo seu automóvel, você está em trânsito e ao fazer uma manobra, precisa olhar as condições do tráfego. 

Trânsito - movimentação e imobilização de veículos, pessoas e animais nas vias terrestres (VIA - superfície por onde transitam veículos, pessoas e animais, compreendendo a pista, a calçada, o acostamento, ilha e canteiro central);

Tráfego - fluxo de pessoas ou mercadorias transportadas por via aérea, férrea, aquática ou terrestre; por definição geral fluxo de veículos em condição de transporte.

Votando ao assunto em baila, engenharia de trânsito ou engenharia de tráfego?

Nestes ditames, quando se trata de tráfego o assunto é especifico e quando se trata de trânsito, o assunto é geral.

Engenharia de Tráfego



Portanto, a Engenharia de Tráfego é a parte da Engenharia de Transportes que trata dos problemas de planejamento, operação e controle de tráfego. Tendo como objetivo uma mobilidade sustentável, planejada e sistêmica. 


Estudos que envolvem a Engenharia  de Tráfego

Veículos e fatores humano;
Volume de tráfego e  velocidade;
Fluxo de tráfego;
Análise  de capacidade de vias;
Fatores geradores de viagens, origens e destinos;
Sistema de transporte;
Acidentes.

Algumas medidas da engenharia de Tráfego:

Instalação de dispositivos para controle de tráfego;
Reversibilidade de vias;
Canalização  das correntes de tráfego;
Sistema de semáforo;
Sistema de sinalização viária.

Engenharia de Trânsito


Entende-se por Engenharia de Trânsito o conjunto de estudos, projetos e serviços referentes à sinalização de trânsito, com o objetivo de disciplinar o uso e proporcionar as condições seguras de utilização das vias públicas.

Neste caso, Engenharia de Trânsito, é uma matéria parte de uma ciência ou técnica aplicada, com base nos estudos da engenharia de tráfego que visa a:

Mobilidade;
Segurança;
Fluidez;
Sinalização de Trânsito (vertical e horizontal) e sua aplicabilidade;

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ROTATÓRIAS NO EXAME DE PRIMEIRA HABILITAÇÃO

Como fazer? Devo usar a seta pra direita ou esquerda quando entrar na rotatória? E quando circular por ela, aciono a seta pra esquerda ou não precisa? E quando sair da rotatória, aciono a seta pra que lado?
Essas são algumas de muitas dúvidas que  candidatos à Primeira Habilitação e pra vergonha nossa, digo que até  muitos instrutores e claro, que não ficam de fora, muitos examinadores de trânsito que desconhecem as regras de circulação em rotatórias na hora de avaliação e treinamento.
Procurado por alguns candidatos a examinadores, que foram reprovados nas rotatórias, decidi  postar aqui o assunto - rotatória.
Antes de falar especificamente de rotatórias e como realizar bem o movimento nelas, sem violar as regras, vamos falar das Normas de Circulação no que se referem à mudança lateral de direção do veículo. 
          Art. 35. Antes de iniciar qualquer manobra que implique um deslocamento lateral, o condutor deverá indicar seu propósito de forma clara e com a devida antecedência, por me…

QUESTÕES DA PROVA PARA EXAMINADOR DETRAN/ES

FALAREMOS SOBRE ALGUMAS QUESTÕES DO EXAME DO PROCESSO SELETIVO PARA EXAMINADOR DE TRÂNSITO - DETRAN/ES 2014
(Post sugerido por Candidatos a Examinador de Trânsito - Interno e Externo do Detran/ES)
1 – A suspensão do direito de dirigir ocorrerá quando o condutor atingir: A – vinte pontos no prazo de doze meses. B – vinte pontos sem limite de prazo. C – vinte e um pontos sem limites de prazo. D – vinte e um pontos no prazo de doze meses.
Resposta correta é a “A”.
Análise da resposta: Segundo o Código de Trânsito Brasileiro – CTB  no artigo 261 e parágrafo primeiro diz que “Além dos casos previstos em outros artigos deste Código e excetuados aqueles especificados no art. 263, a suspensão do direito de dirigir será aplicada quando o infrator atingir, no período de 12 (doze) meses, a contagem de 20 (vinte) pontos.” E na resolução 182/05 no artigo terceiro e inciso I diz que: “A penalidade de suspensão do direito de dirigir será imposta nos seguintes casos:  “ sempre que o infrator atingir a contage…

UTILIZAR, MANUSEAR OU SEGURAR O CELULAR? QUAL A DIFERENÇA?

QUAIS AS CONSEQUENCIAIS LEGAIS DIANTE DO CÓDIGO DE TRÂNSITO?
Para inicio de conversa, dirigir conversando pelo celular é infração de trânsito. Agora, se você pratica algumas dessas ações abaixo, corre um grande risco de ser autuado. Vejamos:
MANUSEAR  O CELULAR
SEGURAR O CELULAR
UTILIZAR (FALAR) AO CELULAR

Diante da Lei 13.281/06, que foi publicada no dia 05/05/2016 do Diário oficial da União  e que entrou em vigor dentro de 180 dias a partir da data de sua publicação, isto é, desde de 01/11/2016, tem causado conflito até mesmo na hora da autuação. Pois, a lei, incluiu o parágrafo único no artigo 252 do CTB.
A questão que se levanta é: Será infração gravíssima falar ao celular ao conduzir veículo automotor?
Vejamos os termos da referida lei.
O artigo 252 tem como redação em caput o seguinte:
Art. 252. Dirigir o veículo: 
em seguidas há alguns incisos 
I - ...;    II - ...;    III - ...;    IV - ...; 
  V - com apenas uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais regulamentares de braço, mudar a ma…