Pular para o conteúdo principal

O INSTRUTOR DE TRÂNSITO É OBRIGADO A FAZER O EXAME TOXICOLÓGICO?


Entrou em vigor no dia 02/03/2016 a Resolução 517/2015 do Contran que altera a Resolução CONTRAN nº 425, de 27 de novembro de 2012, que dispõe sobre o exame de aptidão física e mental, a avaliação psicológica e o credenciamento das entidades públicas e privadas de que tratam o art. 147, I e §§ 1º a 4º, e o art. 148 do Código de Trânsito Brasileiro.

A pergunta é: Todo condutor que tenha a CATEGORIA "C" "D" e "E" precisam fazer o exame toxicológico? Os instrutores de Trânsito precisam realizar este procedimento?

Vamos analisar a regra legal e tentar ver um horizonte quanto a este procedimento.

Pra tanto, é necessário olhar para as seguintes normas. A Lei 9.503/97, a resolução em questão ( 517/15) e a Lei 13.103/15.

Neste caso, precisamos dar uma devida atenção a Lei 13.103/15 pois ela que altera a Lei 9.503/97.

Vamos lá!

LEI Nº 13.103, DE 2 DE MARÇO DE 2015  trata especificamente da profissão do motorista; 

(Dispõe sobre o exercício da profissão de motorista; altera a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e as Leis nos 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro, e 11.442, de 5 de janeiro de 2007 (empresas e transportadores autônomos de carga), para disciplinar a jornada de trabalho e o tempo de direção do motorista profissional; altera a Lei no 7.408, de 25 de novembro de 1985; revoga dispositivos da Lei no 12.619, de 30 de abril de 2012; e dá outras providências)


Neste caso, precisamos analisar quem é este motorista profissional e qual a sua atividade profissional e econômica. Vejamos:

O primeiro passo a saber é: pra quem a lei 13.103/15 é direcionada? A lei 13.103/15 altera a lei 9.503/97 em função de quem?

*Resposta óbiva: A lei 13.103/15 é direcionada unicamente ao motorista profissional. E quem é este motorista profissional? Vejamos o artigo abaixo extraído da lei 13.103/15

Art. 1o É livre o exercício da profissão de motorista profissional, atendidas as condições e qualificações profissionais estabelecidas nesta Lei. 

Parágrafo único.  Integram a categoria profissional de que trata esta Lei os motoristas de veículos automotores cuja condução exija formação profissional e que exerçam a profissão nas seguintes atividades ou categorias econômicas: (grifo meu)

I - de transporte rodoviário de passageiros; 
II - de transporte rodoviário de cargas.

A Lei 13.103/15 altera a CLT; a lei 9.503/97; lei 11.442/07; a lei 7.408/85; lei 12.619/12 e dá outras providências.


*A lei 13.103/15 altera a lei 9.503/97 em função de quem? 

A lei 13.103/15 altera diretamente a lei 9.503/97 (que institui o Código de Trânsito Brasileiro), mais especificamente incluindo o artigo 148-A que passa a ter a seguinte regra:

Art. 148-A. Os condutores das categorias C, D e E deverão submeter-se a exames toxicológicos para a habilitação e renovação da Carteira Nacional de Habilitação. (Incluído pela Lei nº 13.103, de 2015) 

§ 1o O exame de que trata este artigo buscará aferir o consumo de substâncias psicoativas que, comprovadamente, comprometam a capacidade de direção e deverá ter janela de detecção mínima de 90 (noventa) dias, nos termos das normas do Contran. (Incluído pela Lei nº 13.103, de 2015) 

§ 2o Os condutores das categorias C, D e E com Carteira Nacional de Habilitação com validade de 5 (cinco) anos deverão fazer o exame previsto no § 1o no prazo de 2 (dois) anos e 6 (seis) meses a contar da realização do disposto no caput. (Incluído pela Lei nº 13.103, de 2015)

A Resolução 517/15 do Contran exige o exame toxicológico para adição e renovação nas categorias C D e E e menciona a Lei 12.619/12 como parâmetro.

A lei 13.103/15 que alterou a Lei 12.619/12 e que incluiu o artigo 148-A na Lei 9.503/97 foi sancionada para regular a profissão do motorista profissional e que tem a atividade econômica em transporte de pessoas e cargas.

O INSTRUTOR DE TRÂNSITO  É OBRIGADO A FAZER O EXAME TOXICOLÓGICO?

O INSTRUTOR DE TRÂNSITO está enquadrado em que atividade econômica? De transporte de pessoas ou cargas? Claro que, em nenhuma das duas. O instrutor de trânsito não é motorista profissional de transporte rodoviário de pessoas ou de cargas e não pode se enquadrado na Lei 13.103/15.

O instrutor de trânsito é amparado pela Lei 12.302/10 que menciona a sua atividade econômica em atividade educacional.

Art. 2o  Considera-se instrutor de trânsito o profissional responsável pela formação de condutores de veículos automotores e elétricos com registro no órgão executivo de trânsito dos Estados e do Distrito Federal.

Seguindo a teteologia, a lei 13.103/15 só é aplicável ao motorista profissional que exerça a sua atividade econômica em transporte rodoviário de cargas e pessoas, em nada podendo ser aplicada ao instrutor de trânsito, que apesar de possuir a  CNH de categoria D ou E sua atividade econômica é educar, formar. É atividade da área educacional. 

Analisando que a função da lei 13.103/15 é inibir os índices de acidentes por motoristas profissionais que fazem uso de drogas ao conduzir, não há motivo lógico e legal para aplicá-la ao instrutor de trânsito.

Apesar de que a praxe será incluir todos que tenham a CNH de categoria C, D e E a realizarem o exame, pelo espirito da Lei 13.103/15 somente quem exerce a atividade econômica de motorista de transporte de transporte rodoviário de passageiros ou de transporte rodoviário de cargas.

E você o que pensa em relação isso? Deixe sua opinião!




Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ROTATÓRIAS NO EXAME DE PRIMEIRA HABILITAÇÃO

Como fazer? Devo usar a seta pra direita ou esquerda quando entrar na rotatória? E quando circular por ela, aciono a seta pra esquerda ou não precisa? E quando sair da rotatória, aciono a seta pra que lado?
Essas são algumas de muitas dúvidas que  candidatos à Primeira Habilitação e pra vergonha nossa, digo que até  muitos instrutores e claro, que não ficam de fora, muitos examinadores de trânsito que desconhecem as regras de circulação em rotatórias na hora de avaliação e treinamento.
Procurado por alguns candidatos a examinadores, que foram reprovados nas rotatórias, decidi  postar aqui o assunto - rotatória.
Antes de falar especificamente de rotatórias e como realizar bem o movimento nelas, sem violar as regras, vamos falar das Normas de Circulação no que se referem à mudança lateral de direção do veículo. 
          Art. 35. Antes de iniciar qualquer manobra que implique um deslocamento lateral, o condutor deverá indicar seu propósito de forma clara e com a devida antecedência, por me…

QUESTÕES DA PROVA PARA EXAMINADOR DETRAN/ES

FALAREMOS SOBRE ALGUMAS QUESTÕES DO EXAME DO PROCESSO SELETIVO PARA EXAMINADOR DE TRÂNSITO - DETRAN/ES 2014
(Post sugerido por Candidatos a Examinador de Trânsito - Interno e Externo do Detran/ES)
1 – A suspensão do direito de dirigir ocorrerá quando o condutor atingir: A – vinte pontos no prazo de doze meses. B – vinte pontos sem limite de prazo. C – vinte e um pontos sem limites de prazo. D – vinte e um pontos no prazo de doze meses.
Resposta correta é a “A”.
Análise da resposta: Segundo o Código de Trânsito Brasileiro – CTB  no artigo 261 e parágrafo primeiro diz que “Além dos casos previstos em outros artigos deste Código e excetuados aqueles especificados no art. 263, a suspensão do direito de dirigir será aplicada quando o infrator atingir, no período de 12 (doze) meses, a contagem de 20 (vinte) pontos.” E na resolução 182/05 no artigo terceiro e inciso I diz que: “A penalidade de suspensão do direito de dirigir será imposta nos seguintes casos:  “ sempre que o infrator atingir a contage…

CASSAÇÃO OU SUSPENSÃO DA PPD E CNH

Quando o condutor terá sua CNH suspensa?
A suspensão do direito de dirigir será aplicada em duas hipóteses: a) Quando o condutor atingir a contagem de 20 pontos ou mais em seu prontuário, em um período de 12 meses, é o caso da Suspensão por Pontuação, ou; b) Quando o condutor cometer uma infração gravíssima que estabeleça automaticamente a aplicação da suspensão do direito de dirigir, mesmo que não tenha atingido 20 (vinte) pontos em seu prontuário, ou seja, mesmo que cometa uma única infração de trânsito terá sua CNH suspensa, é o caso da Suspensão Específica.  (Exemplo: Beber e dirigir é Suspensão Específica.) Em ambos os casos o condutor terá o direito de dirigir suspenso por um determinado período e deverá fazer o curso de reciclagem para condutor infrator.
Quando o condutor terá sua CNH cassada?
A cassação da Carteira Nacional de Habilitação será aplicada em três situações: a) quando o condutor, que tiver sido penalizado com suspensão do direito de dirigir, for pego conduzindo qualquer v…