Pular para o conteúdo principal

O INSTRUTOR DE TRÂNSITO É OBRIGADO A FAZER O EXAME TOXICOLÓGICO?


Entrou em vigor no dia 02/03/2016 a Resolução 517/2015 do Contran que altera a Resolução CONTRAN nº 425, de 27 de novembro de 2012, que dispõe sobre o exame de aptidão física e mental, a avaliação psicológica e o credenciamento das entidades públicas e privadas de que tratam o art. 147, I e §§ 1º a 4º, e o art. 148 do Código de Trânsito Brasileiro.

A pergunta é: Todo condutor que tenha a CATEGORIA "C" "D" e "E" precisam fazer o exame toxicológico? Os instrutores de Trânsito precisam realizar este procedimento?

Vamos analisar a regra legal e tentar ver um horizonte quanto a este procedimento.

Pra tanto, é necessário olhar para as seguintes normas. A Lei 9.503/97, a resolução em questão ( 517/15) e a Lei 13.103/15.

Neste caso, precisamos dar uma devida atenção a Lei 13.103/15 pois ela que altera a Lei 9.503/97.

Vamos lá!

LEI Nº 13.103, DE 2 DE MARÇO DE 2015  trata especificamente da profissão do motorista; 

(Dispõe sobre o exercício da profissão de motorista; altera a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e as Leis nos 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro, e 11.442, de 5 de janeiro de 2007 (empresas e transportadores autônomos de carga), para disciplinar a jornada de trabalho e o tempo de direção do motorista profissional; altera a Lei no 7.408, de 25 de novembro de 1985; revoga dispositivos da Lei no 12.619, de 30 de abril de 2012; e dá outras providências)


Neste caso, precisamos analisar quem é este motorista profissional e qual a sua atividade profissional e econômica. Vejamos:

O primeiro passo a saber é: pra quem a lei 13.103/15 é direcionada? A lei 13.103/15 altera a lei 9.503/97 em função de quem?

*Resposta óbiva: A lei 13.103/15 é direcionada unicamente ao motorista profissional. E quem é este motorista profissional? Vejamos o artigo abaixo extraído da lei 13.103/15

Art. 1o É livre o exercício da profissão de motorista profissional, atendidas as condições e qualificações profissionais estabelecidas nesta Lei. 

Parágrafo único.  Integram a categoria profissional de que trata esta Lei os motoristas de veículos automotores cuja condução exija formação profissional e que exerçam a profissão nas seguintes atividades ou categorias econômicas: (grifo meu)

I - de transporte rodoviário de passageiros; 
II - de transporte rodoviário de cargas.

A Lei 13.103/15 altera a CLT; a lei 9.503/97; lei 11.442/07; a lei 7.408/85; lei 12.619/12 e dá outras providências.


*A lei 13.103/15 altera a lei 9.503/97 em função de quem? 

A lei 13.103/15 altera diretamente a lei 9.503/97 (que institui o Código de Trânsito Brasileiro), mais especificamente incluindo o artigo 148-A que passa a ter a seguinte regra:

Art. 148-A. Os condutores das categorias C, D e E deverão submeter-se a exames toxicológicos para a habilitação e renovação da Carteira Nacional de Habilitação. (Incluído pela Lei nº 13.103, de 2015) 

§ 1o O exame de que trata este artigo buscará aferir o consumo de substâncias psicoativas que, comprovadamente, comprometam a capacidade de direção e deverá ter janela de detecção mínima de 90 (noventa) dias, nos termos das normas do Contran. (Incluído pela Lei nº 13.103, de 2015) 

§ 2o Os condutores das categorias C, D e E com Carteira Nacional de Habilitação com validade de 5 (cinco) anos deverão fazer o exame previsto no § 1o no prazo de 2 (dois) anos e 6 (seis) meses a contar da realização do disposto no caput. (Incluído pela Lei nº 13.103, de 2015)

A Resolução 517/15 do Contran exige o exame toxicológico para adição e renovação nas categorias C D e E e menciona a Lei 12.619/12 como parâmetro.

A lei 13.103/15 que alterou a Lei 12.619/12 e que incluiu o artigo 148-A na Lei 9.503/97 foi sancionada para regular a profissão do motorista profissional e que tem a atividade econômica em transporte de pessoas e cargas.

O INSTRUTOR DE TRÂNSITO  É OBRIGADO A FAZER O EXAME TOXICOLÓGICO?

O INSTRUTOR DE TRÂNSITO está enquadrado em que atividade econômica? De transporte de pessoas ou cargas? Claro que, em nenhuma das duas. O instrutor de trânsito não é motorista profissional de transporte rodoviário de pessoas ou de cargas e não pode se enquadrado na Lei 13.103/15.

O instrutor de trânsito é amparado pela Lei 12.302/10 que menciona a sua atividade econômica em atividade educacional.

Art. 2o  Considera-se instrutor de trânsito o profissional responsável pela formação de condutores de veículos automotores e elétricos com registro no órgão executivo de trânsito dos Estados e do Distrito Federal.

Seguindo a teteologia, a lei 13.103/15 só é aplicável ao motorista profissional que exerça a sua atividade econômica em transporte rodoviário de cargas e pessoas, em nada podendo ser aplicada ao instrutor de trânsito, que apesar de possuir a  CNH de categoria D ou E sua atividade econômica é educar, formar. É atividade da área educacional. 

Analisando que a função da lei 13.103/15 é inibir os índices de acidentes por motoristas profissionais que fazem uso de drogas ao conduzir, não há motivo lógico e legal para aplicá-la ao instrutor de trânsito.

Apesar de que a praxe será incluir todos que tenham a CNH de categoria C, D e E a realizarem o exame, pelo espirito da Lei 13.103/15 somente quem exerce a atividade econômica de motorista de transporte de transporte rodoviário de passageiros ou de transporte rodoviário de cargas.

E você o que pensa em relação isso? Deixe sua opinião!




Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ROTATÓRIAS NO EXAME DE PRIMEIRA HABILITAÇÃO

Como fazer? Devo usar a seta pra direita ou esquerda quando entrar na rotatória? E quando circular por ela, aciono a seta pra esquerda ou não precisa? E quando sair da rotatória, aciono a seta pra que lado?
Essas são algumas de muitas dúvidas que  candidatos à Primeira Habilitação e pra vergonha nossa, digo que até  muitos instrutores e claro, que não ficam de fora, muitos examinadores de trânsito que desconhecem as regras de circulação em rotatórias na hora de avaliação e treinamento.
Procurado por alguns candidatos a examinadores, que foram reprovados nas rotatórias, decidi  postar aqui o assunto - rotatória.
Antes de falar especificamente de rotatórias e como realizar bem o movimento nelas, sem violar as regras, vamos falar das Normas de Circulação no que se referem à mudança lateral de direção do veículo. 
          Art. 35. Antes de iniciar qualquer manobra que implique um deslocamento lateral, o condutor deverá indicar seu propósito de forma clara e com a devida antecedência, por me…

UTILIZAR, MANUSEAR OU SEGURAR O CELULAR? QUAL A DIFERENÇA?

QUAIS AS CONSEQUENCIAIS LEGAIS DIANTE DO CÓDIGO DE TRÂNSITO?
Para inicio de conversa, dirigir conversando pelo celular é infração de trânsito. Agora, se você pratica algumas dessas ações abaixo, corre um grande risco de ser autuado. Vejamos:
MANUSEAR  O CELULAR
SEGURAR O CELULAR
UTILIZAR (FALAR) AO CELULAR

Diante da Lei 13.281/06, que foi publicada no dia 05/05/2016 do Diário oficial da União  e que entrou em vigor dentro de 180 dias a partir da data de sua publicação, isto é, desde de 01/11/2016, tem causado conflito até mesmo na hora da autuação. Pois, a lei, incluiu o parágrafo único no artigo 252 do CTB.
A questão que se levanta é: Será infração gravíssima falar ao celular ao conduzir veículo automotor?
Vejamos os termos da referida lei.
O artigo 252 tem como redação em caput o seguinte:
Art. 252. Dirigir o veículo: 
em seguidas há alguns incisos 
I - ...;    II - ...;    III - ...;    IV - ...; 
  V - com apenas uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais regulamentares de braço, mudar a ma…

QUESTÕES DA PROVA PARA EXAMINADOR DETRAN/ES

FALAREMOS SOBRE ALGUMAS QUESTÕES DO EXAME DO PROCESSO SELETIVO PARA EXAMINADOR DE TRÂNSITO - DETRAN/ES 2014
(Post sugerido por Candidatos a Examinador de Trânsito - Interno e Externo do Detran/ES)
1 – A suspensão do direito de dirigir ocorrerá quando o condutor atingir: A – vinte pontos no prazo de doze meses. B – vinte pontos sem limite de prazo. C – vinte e um pontos sem limites de prazo. D – vinte e um pontos no prazo de doze meses.
Resposta correta é a “A”.
Análise da resposta: Segundo o Código de Trânsito Brasileiro – CTB  no artigo 261 e parágrafo primeiro diz que “Além dos casos previstos em outros artigos deste Código e excetuados aqueles especificados no art. 263, a suspensão do direito de dirigir será aplicada quando o infrator atingir, no período de 12 (doze) meses, a contagem de 20 (vinte) pontos.” E na resolução 182/05 no artigo terceiro e inciso I diz que: “A penalidade de suspensão do direito de dirigir será imposta nos seguintes casos:  “ sempre que o infrator atingir a contage…