Pular para o conteúdo principal

EXAME TEÓRICO PARA MOTORISTA INFRATOR É LEGAL?



Parece-me que em se tratando de legislação de trânsito, a máxima: 


"Pra que simplificar se podemos complicar" se faz presente. 

O exame para alunos de curso de motorista infrator não é nenhuma novidade. Está na Resolução 285 do Contran que foi retificada em 22 de agosto de 2008 e ficou com a seguinte alteração e aos poucos os órgaos executivos estaduais de trânsito, vão normatizando os procedimentos e colocando em prática. 

Nestes ultimos dias, na verdade, no dia 11/02/2016, foi publicado no DIO/ES - a Instrução de Serviço 019/16 do Detran/ES justamente relacionado a tal exame para condutor infrator.

No entanto, antes de discorrermos sobre a IS 019/16 do Detran/ES, vamos ler a Resolução 285/08 do Contran, na parte que fala sobre a avaliação e compará-la à lei 9.503/97.

Na RETIFICAÇÃO da 285/08 diz que:


Onde se lê: “- Este curso poderá ser realizado em duas modalidades: - Em curso presencial com carga horária de 15 horas/aula, que poderá ser realizado de forma intensiva, com carga horária diária máxima de 10 horas/aula, ministrado pelo órgão ou entidade executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal, ou instituição/entidade por ele credenciado, com freqüência integral comprovada, dispensada a aplicação de prova” 

Leia-se: “- Este curso poderá ser realizado em duas modalidades: - Em curso presencial com carga horária de 30 horas/aula, que poderá ser realizado de forma intensiva, com carga horária diária máxima de 10 horas/aula, ministrado pelo órgão ou entidade executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal, ou instituição/entidade por ele credenciado, com freqüência integral comprovada, sendo obrigatória a aplicação de prova” (grifo meu)

Na parte da avaliação menciona o procedimento da seguinte forma:

- Os candidatos ao final do curso, serão submetidos a uma avaliação pelo órgão ou entidade executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal ou instituição/entidade por ele credenciada, através de uma prova com um mínimo de 30 questões sobre os conteúdos ministrados; 

- A aprovação se dará quando o condutor acertar no mínimo 70% das questões; 

- O condutor aluno reprovado uma primeira vez poderá realizar nova avaliação após 5 (cinco) dias e, se reprovado pela 2ª. vez poderá matricular-se para um novo curso, freqüentando-o integralmente. Caso ainda não consiga resultado satisfatório, deverá receber atendimento individualizado a fim de superar suas dificuldades. 

- O certificado de realização do curso terá validade em todo o território nacional, devendo ser registrado no RENACH pelo órgão ou entidade executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal;  

Segundo a Resolução 285/08 do Contran, o condutor que está submetido ao curso de reciclagem, será submetido a uma avaliação de no minimo 30 questões e será aprovado se acertar no minimo 70% (no caso de 30 questões, acertos para aprovação será de 21) e se o aluno condutor for reprovado uma primeira vez, PODERÁ  realizar uma NOVA AVALIAÇÃO após 5 (cinco) dias e, se reprovado pela 2º vez PODERÁ se matricular-se em novo curso, frequentando-o integralmente. 

Caso ainda não consiga resultado satisfatório (reprovado em novo exame), deverá receber atendimento individualizado.



(Volto a máxima... pra que simplificar se pode complicar)

Esta regra não deu aos órgãos estaduais a discricionaridade, já editou todo procedimento a ser seguido pelo condutor aluno.

Primeiro caso: este procedimento não dá um horizonte ao motorista infrator em caso de varias reprovações. Apenas diz que deverá ter um atendimento individualizado. E claro que o CFC não fará gratuitamente, pois não é nenhuma ONG.

Segundo: sendo uma penalidade, o Código de Trânsito Brasileiro - CTB em seu artigo 261 paragráfo 2º menciona o seguinte:

§ 2º Quando ocorrer a suspensão do direito de dirigir, a Carteira Nacional de Habilitação será devolvida a seu titular imediatamente após cumprida a penalidade e o curso de reciclagem.

Veja que a Lei Federal 9.503/97 não menciona exame teórico para o CURSO DE RECICLAGEM PARA CONDUTOR INFRATOR; e o CTB não deu ao Contran a discricionaridade para regulamentar tal procedimento, portanto, não há previsão legal.

Sendo assim, é ilegal a aplicabilidade do exame para o condutor infrator. O texto legal diz que: A Habilitação será devolvida a seu titular IMEDIATAMENTE após cumprida a penalidade (suspensão) e o CURSO DE RECICLAGEM.

Depois desse breve discurso, onde analismaos a complexidade e a ilegalidade do exame teórico para o CURSO DE RECICLAGEM PARA CONDUTOR INFRATOR, vamos dispor sobre a Instrução de Serviço do Detran/ES 019/16.

No que tange a IS 019/16 em seu artigo 2º menciona o seguinte:

Art. 2.º - Concluída a carga horária do Curso de Reciclagem para Condutores Infratores, o Condutor será submetido à avaliação de aprendizagem por meio de prova objetiva escrita ou digital contendo 30 (trinta) questões sobre os conteúdos ministrados, sendo necessário o aproveitamento mínimo de 70% para aprovação.

Como bem vimos acima, não há previsão legal para exame teórico para o CURSO DE RECICLAGEM PARA CONDUTOR INFRATOR, segundo o artigo 261, paragráfo 2º do CTB. Pois a objetividade da lei dispensa interpretaçãodizendo que a CNH deverá ser devolvida IMEDIATAMENTE APÓS COMPRIDA A PENALIDADE (suspensão) E O CURSO DE RECICLAGEM.

Art. 3.º - O condutor reprovado uma primeira vez poderá realizar nova avaliação após 05 (cinco) dias e, se reprovado pela segunda vez, deverá matricular-se para um novo curso, frequentando-o integralmente.

Aqui temos o problema do verbo - PODERÁ (Res. 285/08 do Contran) para DEVERÁ (IS 019/16 do Detran/ES). A resolução do Contran faculta, a Instrução do detran/ES obriga.

Se não é obrigação, não pode exigir que se faça o curso de novo e o exame não deveria reprovar e sim apenas orientar ao detran como anda a dinamica do ensino. 

§2.º Somente após o condutor obter o resultado de “aprovado” na avaliação, o Curso de Reciclagem será validado no Sistema RENACH.

Como já vimos acima, tanto a Resolução do Contran 285/08, como a IS do Detran/ES violam o artigo 261 e paragráfo 2º da Lei 9.503/97.

Enfim, 

Pra que simplificar se pode complicar.

O que se entende é que:

Pode até exigir uma avaliação diagnóstica ou formativa, mas nunca somativa ou punitiva. 

Não cabe aos órgãos estaduais de trânsito impedir o acesso ao condutor infrator de receber sua CNH após cumprida a suspensão e realizado o curso.





Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ROTATÓRIAS NO EXAME DE PRIMEIRA HABILITAÇÃO

Como fazer? Devo usar a seta pra direita ou esquerda quando entrar na rotatória? E quando circular por ela, aciono a seta pra esquerda ou não precisa? E quando sair da rotatória, aciono a seta pra que lado?
Essas são algumas de muitas dúvidas que  candidatos à Primeira Habilitação e pra vergonha nossa, digo que até  muitos instrutores e claro, que não ficam de fora, muitos examinadores de trânsito que desconhecem as regras de circulação em rotatórias na hora de avaliação e treinamento.
Procurado por alguns candidatos a examinadores, que foram reprovados nas rotatórias, decidi  postar aqui o assunto - rotatória.
Antes de falar especificamente de rotatórias e como realizar bem o movimento nelas, sem violar as regras, vamos falar das Normas de Circulação no que se referem à mudança lateral de direção do veículo. 
          Art. 35. Antes de iniciar qualquer manobra que implique um deslocamento lateral, o condutor deverá indicar seu propósito de forma clara e com a devida antecedência, por me…

QUESTÕES DA PROVA PARA EXAMINADOR DETRAN/ES

FALAREMOS SOBRE ALGUMAS QUESTÕES DO EXAME DO PROCESSO SELETIVO PARA EXAMINADOR DE TRÂNSITO - DETRAN/ES 2014
(Post sugerido por Candidatos a Examinador de Trânsito - Interno e Externo do Detran/ES)
1 – A suspensão do direito de dirigir ocorrerá quando o condutor atingir: A – vinte pontos no prazo de doze meses. B – vinte pontos sem limite de prazo. C – vinte e um pontos sem limites de prazo. D – vinte e um pontos no prazo de doze meses.
Resposta correta é a “A”.
Análise da resposta: Segundo o Código de Trânsito Brasileiro – CTB  no artigo 261 e parágrafo primeiro diz que “Além dos casos previstos em outros artigos deste Código e excetuados aqueles especificados no art. 263, a suspensão do direito de dirigir será aplicada quando o infrator atingir, no período de 12 (doze) meses, a contagem de 20 (vinte) pontos.” E na resolução 182/05 no artigo terceiro e inciso I diz que: “A penalidade de suspensão do direito de dirigir será imposta nos seguintes casos:  “ sempre que o infrator atingir a contage…

CASSAÇÃO OU SUSPENSÃO DA PPD E CNH

Quando o condutor terá sua CNH suspensa?
A suspensão do direito de dirigir será aplicada em duas hipóteses: a) Quando o condutor atingir a contagem de 20 pontos ou mais em seu prontuário, em um período de 12 meses, é o caso da Suspensão por Pontuação, ou; b) Quando o condutor cometer uma infração gravíssima que estabeleça automaticamente a aplicação da suspensão do direito de dirigir, mesmo que não tenha atingido 20 (vinte) pontos em seu prontuário, ou seja, mesmo que cometa uma única infração de trânsito terá sua CNH suspensa, é o caso da Suspensão Específica.  (Exemplo: Beber e dirigir é Suspensão Específica.) Em ambos os casos o condutor terá o direito de dirigir suspenso por um determinado período e deverá fazer o curso de reciclagem para condutor infrator.
Quando o condutor terá sua CNH cassada?
A cassação da Carteira Nacional de Habilitação será aplicada em três situações: a) quando o condutor, que tiver sido penalizado com suspensão do direito de dirigir, for pego conduzindo qualquer v…