quarta-feira, 3 de julho de 2013

GESTÃO DE CONDUTA

GERIR SUA VELOCIDADE.


Quando estamos dirigindo, estamos no controle da situação ou pelo menos é o que se espera de um motorista. 

Segundo o artigo 28 do Código de Trânsito Brasileiro -CTB o "Condutor deverá, a todo momento, ter domínio de seu veículo, dirigindo-o com atenção e cuidados indispensáveis á segurança do trânsito."

Isso é gestão de condução. É gerir sua conduta. É administrar seu comportamento no trânsito.

Toda essa GESTÃO DE CONDUTA é para preservação da vida e saúde. É uma melhora de comportamento em favor da coletividade. 

Administrar sua conduta na direção do veículo automotor evita acidentes, danos, colisões, atropelamentos e mortes. 

Não é admissível que o homem moderno viva  sem o domínio da razão e das emoções. Que mova-se como um ser sem um minimo de raciocínio lógico e controle de sua vida. 

Somos treinados a controlar tanta tecnologia; a se adaptar as novidades e mudanças; somos habituados a vivermos em meio as adversidades; acostumados a vivenciar a tantas tragédias  e perdas no trânsito mas, não conseguimos mudar um centímetro da nossa conduta imprudente.

Controlamos tudo que possamos dominar e não conseguimos dominar o que acostumamos  controlar.

Segundo estatísticas, a velocidade é fator principal nas ocorrências de colisões e/ou acidentes com vítimas fatais. Sabedores disso, pois não está oculto a ninguém, temos que administrar nossa velocidade nas vias públicas para uma melhora de vida.

Somos seres inteligentes, não somos animais que vivem por instinto, apesar de que muitos parecem assim viver. 

Na condução do veículo automotor temos a possibilidade de administrar 3 (três) tipos de velocidade para uma gestão de condução ativa e possitiva.

1 - Velocidade Excessiva = é a velocidade acima do limite de velocidade recomendada.

Exemplo 1:
Se a velocidade é 60km, preciso entender que essa norma limitando e regulamentando a velocidade é para uma administração de controle em situação de emergência  É sinal que na via há situações de risco imediatos e mediatos e preciso estar controlando-a não excedendo a máxima.

2 - Velocidade Inadequada = é uma velocidade rápida demais para as condições, mas dentro do limite de velocidade.

Exemplo 2:
A velocidade da via é de 80km/h,  e trafego a 70km/h porém, há riscos concretos na via. Exemplos de excesso de motocicletas, pedestres, veículos de grande porte, buracos, chuva, curvas, etc. e mantenho a velocidade sem levar em consideração as condições de risco imediato que se mostram na via.

3 - Excesso de Velocidade =  inclui a velocidade excessiva e inadequada.

Exemplo 3:
Trafego numa rodovia, cuja velocidade é de 80km/h e entro num perímetro urbano e mantenho uma velocidade alta, ainda que não seja acima da máxima, mas para as circunstancias são de alto risco.

Por conta disso há a necessidade de controle e gestão de sua velocidade e conduta.

Todo usuário das vias terrestres tem o dever de abster-se de todo ato que possa constituir perigo ou obstáculo para o trânsito de veículos, pessoas e animais, ou ainda de causar danos a propriedades públicas ou privadas e abster-se de obstruir o trânsito ou torná-lo perigoso. (Artigo 26 do CTB)

Veja post sobre GESTÃO DE VELOCIDADE clicando aqui

É LEGAL APLICAÇÃO MULTA DE TRÂNSITO EM ROTATIVO DE ESTACIONAMENTO?

Para a  1ª Câmara de Direito Público do TJ/SC não é legal. A 1ª Câmara de Direito Público do TJ julgou parcialmente procedente apelaç...