domingo, 1 de abril de 2012

BAFÔMETRO = CRIME


"Querem proibir, querem liberar.
E a polêmica chegou até o congresso..."

Imagino uma Lei  criada para repreender, censurar e proibir a ação de quem bebe e dirigi e que o final seja de prisão. (com apenas testemunhos ou filmagem)


É muito mais fácil e barato punir do que educar.


Educar leva tempo, há gastos, há planejamentos e projetos.


Punir é imediato, não há gastos, não há planejamento e nem projeto. Só precisa de uma lei. 

(De certo que não sou a favor  de quem  bebe excessivamente e acesse um veículo. Sou a favor da educação e contra os excessos, tanto da lei como da bebida) 


Não podemos colocar toda sociedade no papel de criminosa por falhas e negligências dos órgãos ou entidades competentes que deveriam, antes de qualquer coisa, oferecer a educação ao seus contribuintes.

Bandidos bebem? Bebem.

Mas, pessoas de bem também bebem:
crianças, jovens, pais, trabalhadores, mães, pessoas que vivem ou viveram, cresceram e viram pais, avós, amigos  beberem e dirigirem; cresceram numa geração não de coca-cola e sim do álcool. 


E isso é crime? Não. Claro que não, deste que não "dirija".
Constituem perigo por conta disso? Talvez sim. Depende da quantidade ingerida, do metabolismo, da estrutura e sexo.


Dos acidentes mais violentos, onde há vítimas, o índice de bebida alcoólica ingerida pelo causador é altíssimo. Não foi apenas um ou dois copos.

Há, contudo, uma propaganda fortíssima, das cervejarias associando o consumo de cerveja a mulher, bem estar, status e felicidade. Isso a ninguém incomoda.

Comercial de cerveja geralemente é em praia, bares e shows. Justamente onde está o maioríndice de consumo.

Ninguém, quer ver um comercial onde o cidadão beba em casa com a familia.

Afogaram a sociedade no vicio e agora querem tirar na porrada ou melhor, na caracterização de um crime. Sendo que na verdade a sociedade é prisioneira de um capitalismo desenfreado e doente pelo consumo.

A sociedade precisa de tratamento. Pois está doente. E o governo precisa controlar as propagandas que incentivam o consumo de bebida álcóolica.



Quando a economia está ruim, o consumo de álcool cresce.

Segundo pesquisa, crise econômica aumenta abuso de bebida alcoólica na população

Pesquisa mostra que comportamentos como o abusar de bebida alcoólica e dirigir sob efeito do álcool aumentam durante uma crise econômica

Clique aqui e veja reportagem