terça-feira, 15 de novembro de 2011

PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA NO TRÂNSITO

A todo momento estamos sujeitos a coisas inconvenientes no trânsito que vai de um simples olhar de repudia a uma colisão grave ( com resultados inesperados) ou até mesmo para casos mais extremo como de brigas e mortes.

Porém, há procedimentos básicos que podemos adotar no dia -dia em nosso transitar pelas vias públicas.
A partir de hoje, iremos postar, semanalmente, alguns procedimentos de comportamento adequado que evitarão essas inconveniências transitais em sua vida.
Pois entendemos que, se você aderir a um modo seguro de comportamento, respeito e tolerância no trânsito, teremos um trânsito saudável. E trânsito saudável é qualidade de vida.

Um desses procedimentos está relacionado a segurança de circulação e conduta.

A regra básica que devemos adotar numa circulação é que devemos circular pela direita da via quando não há uma faixa destinada, devidamente sinalizada para tal procedimento. E que a  faixa da esquerda são utilizadas para veículos de maior velocidade ou para realização de ultrapassagens. Claro que isso é numa via de mão única de duas ou mais faixas.

Á princípio, devemos inserir em nossa mente e aplicar em nosso pensamento a seguinte regra das normas de circulação e conduta
Art. 26. Os usuários das vias terrestres devem:
        I - abster-se de todo ato que possa constituir perigo ou obstáculo para o trânsito de veículos, de pessoas ou de animais, ou ainda causar danos a propriedades públicas ou privadas;

Portanto, devemos nos abster de qualquer procedimento duvidoso, perigoso, ou inseguro ao acessar as vias terrestres.

Um procedimento que aqui postaremos hoje, te ajuda a cuidar do seu patrimônio, (veículo) da sua vida, da sua família e de terceiros.

Ao trafegar numa via, crie uma zona de segurança entre seu veículo e o que está em sua frente, bem como o que está em sua retaguarda.

No mesmo Cap. III das Normas de Circulação e Conduta diz o seguinte:
Art. 26. II - o condutor deverá guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu e os demais veículos, bem como em relação ao bordo da pista, considerando-se, no momento, a velocidade e as condições do local, da circulação, do veículo e as condições climáticas;

Portanto, ao trafegar numa via, crie uma zona de segurança entre seu veículo e o que está em sua frente, bem como o que está em sua retaguarda.

Isso lhe dará um conforto considerável, em caso de uma freada brusca de uma situação de emergência.

Caso essa regra seja violada e o veículo da frente adentrar nessa área de segurança o procedimento a fazer é diminuir a sua velocidade com cuidado para que a zona de segurança se mantenha como no principio.

Caso o veículo de trás entre  neste circulo
O procedimento é facilitar-lhe a ultrapassagem diminuindo a sua velocidade, acionando a seta indicativa de direção para a direita e posicionando seu veículo mais a direita da via. (Caso você esteja numa via simples de mão dupla.)
Caso, você esteja numa via de mão única de duas faixas e você esteja trafegando pela esquerda, mova seu veículo para a direita com todo cuidado e atenção, usando os procedimentos básicos de segurança e normas de manobras.
 E por fim, caso esteja trafegando numa pista de mão única com mais de duas faixas, sempre escolha a faixa do meio para circulação e se nesse caso o veículo de trás entrar no circulo de segurança
Acione os freios bem lentamente e com muito cuidado, indicando ao outro motorista que ele tem a opção correta de ultrapassa-lo pela esquerda. E que você não está afim de dirigir em alta velocidade. 
Assim você contornará a situação e conduzirá sempre com segurança considerável. A probabilidade de envolvimento em colisões são mínimas.


PALESTRAS:
SEGURANÇA NO TRÂNSITO, DIREÇÃO SEGURA, LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO, NORMAS DE CIRCULAÇÃO E CONDUTA E SINALIZAÇÃO. 


ENTRE EM CONTATO

E-mail. alexandrebasileis@gmail.com 
ou 
preencha o formulário  ao lado. 

O CONDUTOR, O VEÍCULO E SUA HABILITAÇÃO

As regras para candidatar-se à Primeira Habilitação ou Mudança de Categoria ou Adição de Categoria estão expressas na Resolução 168/2...