domingo, 1 de agosto de 2010

EXAMINADOR X INSTRUTOR = Condutor


Examinar o que outro instruiu. ( é o caso do Agente Examinador credenciado pelos Detran's que irá exercer em sua função de avaliar.)


Instruir um aluno para ser avaliado pelo examinador para ser aprovado em teste prático de Direção Veicular para obtenção da Permissão para Dirigir ( é o caso do Instrutor de Trânsito que ensina e padroniza um aluno para um exame)

Ser avaliado pelo examinador sobre o que o Instrutor ensinou. ( é o aluno que submete ao teste de avaliação para obter da Permissão de Dirigir.)

A prática é que o Instrutor ensina, instrui (Padroniza) e muita das vezes educa um aluno e um terceiro que avalia (a padronização)  que este aluno aprendeu sobre as Norma de Circulação e Conduta, Direção Defensiva, Cidadania e controle sobre um veículo, estado emocional e psicológico do aluno.

Até então, tudo maravilhoso, se não fora o caso de que os examinadores "nunca" instruíram ninguém e não tem a prática sobre tal padronização de normas de Circulação e Conduta.

Mas, tudo bem. Pois, nem sempre a prática é sinal de perfeição em termos de avaliação técnica.

Agora, a análise crítica, conhecimentos sobre as normas do CTB, e leis complementares, juntamente com a experiência e exemplos de conduta e conhecimentos técnicos de avaliação; podem sim, ser um objeto de avaliação eficaz e satisfatório.

E também o Instrutor que não apenas padroniza, mas que, com exemplos de conduta e conhecimentos das Normas de Circulação e Conduta que o CTB exige, a experiência na prática e conhecimentos técnicos e dedicação ao que ensina, segundo as resoluções do Contran, precisa ter as técnicas de avaliação para que seus alunos cheguem a 99,9% de aproveitamento

Procedendo assim, ajudaria na instrução e na avaliação do aluno que, bem mais preparados, passariam a fazer parte de um trânsito que cresce e é extremamente complexo.

Há também a necessidade que haja uma troca de experiência entre examinadores e instrutores para que o Aluno ( futuro condutor) seja o alvo para um trânsito seguro. 

Pois este a quem se ensina ou avalia, é o futuro de um trânsito melhor. Se é isso de fato que queremos.

O INSTRUTOR DE TRÂNSITO E O CREDENCIAMENTO JUNTO AO ÓRGÃO

O CREDENCIAMENTO DO INSTRUTOR DE TRÂNSITO E A RENOVAÇÃO. Em alguns órgãos executivo estadual de trânsito, tem a praxe de todo ano, ...