terça-feira, 1 de junho de 2010

TRÂNSITO EM TRANSE


Ontem precisei ir no bairro Santa Luzia ministrar aulas particulares preparatórias para alunos que irão fazer a prova do concurso da PM - ES

Fui de transporte coletivo (é claro) e embarquei na linha 124 ESTRELINHA x J. DA PENHA às 16:55 hs.

O viajem parecia que iria ser trânquila até o momento em que chegamos na Avenida Vitória. Daí pra lá aconteceu o inesperado, um teste de paciência foi inserido.
Entre a Avenida Vitória, na altura da bandeirantes, até o contorno que dá acesso a Av. Nossa Senhora dos Navegantes (reta da penha) levou 60 minutos.

O total de tempo gasto (tempo perdido dentro de um transporte coletivo) entre Santo Antonio e o ponto em frente a EMESCAM na "reta da penha" foi de UMA HORA E CINQUENTA MINUTOS. Chegando ao destino as 18:45hs.

"Um verdadeiro teste de paciência que foi posto aos motoristas e passageiros que precisavam cruzar a cidade de Vitória ou acessar a terceira ponte."

Se as Autoridades de Trânsito do Estado e da capital Vitória não tomarem providencias a respeito do trânsito, em pouco tempo haverá um colapso.
Uma medida séria precisa ser tomada pelas autoridades.

Os agentes de trânsito estão sem preparo para enfrentarem tamanha adversidade no trânsito.
Além dos motorista que não respeitam as sinalizações, os agentes de trânsito não entendem que eles são superiores a sinalização semafórica. ( parece que os semáforos que controlam os agentes.)

Eles tem o poder de anularem a ação do semáforo e aumentarem o tempo de comando de passagem. Dando prioridades onde é necessário.

A entrada da terceira ponte, está saturada, mal projetada e cansativa. Há a necessidade de projetos reais e não utópicos.

Chegou a hora de Vitória acordar, entrar no mundo real e encarar de frente a situação sabendo que aqui e agora é uma metrópole, não é uma cidadezinha de um estado pequenino lá do cantinho do mapa.

A cidade de Vitória e o Estado do Espírito Santo tem condições de melhorar o trânsito e dar aos capixabas um trânsito digno de uma cidade de futuro.

Volto a falar que medidas tem que serem tomadas; rodízios de carro, mudança de acesso a certas avenidas e ruas, travar acesso de caminhões na hora do trânsito pesado, construção de outras pontes que dão acesso de saída da capital, (exemplo de uma ponte que liga Cariacica a Santo Antonio.) Túnel ou via sobre morro de Santo Antonio que de um acesso da segunda ponte a Fernando Ferrari ou na pior das hipóteses travar o crescimento da capital.

É LEGAL APLICAÇÃO MULTA DE TRÂNSITO EM ROTATIVO DE ESTACIONAMENTO?

Para a  1ª Câmara de Direito Público do TJ/SC não é legal. A 1ª Câmara de Direito Público do TJ julgou parcialmente procedente apelaç...